Visitantes desde 02/02/2009:

DIVULGAÇÃO: "CVV - CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA"

DIVULGAÇÃO: "CVV - CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA"
O programa CVV é desenvolvido exclusivamente por voluntários, capacitados para ouvir e conversar com pessoas que queiram falar de suas angústias, tristezas, solidão, alegrias e também de seus sonhos frustrados ou realizados. É um trabalho gratuito, sem fins lucrativos, desvinculado de qualquer religião ou política. É assegurado o anonimato, o sigilo e a privacidade da conversa, os voluntários ouvem num clima de profundo respeito e confiança, sem julgar ou direcionar. Sentindo necessidade... Converse e desabafe: Ligue 141 (Ligação gratuita) Por telefone ou clique na imagem acima e vá até o site e informe-se.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Conta de si



“De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” — Paulo. (ROMANOS, capítulo 14, versículo 12.)

É razoável que o homem se consagre à solução de todos os problemas alusivos à esfera que o rodeia no mundo; entretanto, é necessário saiba a espécie de contas que prestará ao Supremo Senhor, ao termo das obrigações que lhe foram cometidas.

Inquieta-se a maioria das criaturas com o destino dos outros, descuidadas de si mesmas. Homens existem que se desesperam pela impossibilidade de operar a melhoria de companheiros ou de determinadas institu ições.

Todavia, a quem pertencerão, de fato, os acervos patrimoniais do mundo?

A resposta é clara, porque os senhores mais poderosos desprender-se-ão da economia planetária, entregando-a a novos operários de Deus para o serviço da evolução infinita.

O argumento, contudo, suscitará certas perguntas dos cérebros menos avisados. Se a conta reclamada refere-se ao círculo pessoal, que tem o homem a ver pelas contas de sua família, de sua casa, de sua oficina?

Cumpre-nos, então, esclarecer que os companheiros da intimidade doméstica, a posse do lar, as finalidades do agrupamento em que se trabalha, pertencem ao Supremo Senhor, mas o homem, na conta que lhe é própria, é obrigado a revelar sua linha de conduta para com a família, com a casa em que se asila, com a fonte de suas atividades comuns. Naturalmente, ninguém responderá pelos outros; todavia, cada espírito, em relacionando o esforço que lhe compete, será compelido a esclarecer a sua qualidade de ação nos menores departamentos da realização terrestre, onde foi chamado a viver.

Fonte: FEB - Livro Caminho Verdade e Vida

Blog Brasil Coração do Mundo Pátria do Evangelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião nos comentários, agredeço muito sua visita e volte sempre.

Amigos e Amigas que seguem o Blog, torne-se um seguidor: